Alcançando grandeza

Alcançando grandeza

Quando você pensa em “grandes” homens e mulheres, que tipo de pessoas lhe vêm à mente? Muitos listariam atletas de destaque, autores de best-sellers, astros do cinema ou da televisão, músicos, políticos e assim por diante. É natural. São as pessoas que dominam a mídia e recebemos um fluxo constante de informações sobre suas vidas, ideias, hábitos e preferências.

Na realidade, porém, embora essas pessoas pareçam acumular realizações, surge a questão: E se a definição de grandeza de Deus e do cristão fosse outra?

João Batista não se locupletou, não era objeto da adulação popular, não quebrou recordes desportivos, não se destacou nas rodas intelectuais nem ergueu um império comercial. Vivia sozinho no deserto e sobreviveu com uma dieta à base de insetos. Sua realização foi servir como o único a preparar o caminho para o Messias e a anunciar Sua vinda, conclamando o povo a se arrepender. Era ousado e intransigente. Formou discípulos que o seguiram e, depois, se tornaram discípulos de Jesus. Foi leal ao seu chamado e essa lealdade lhe custou a vida. Foram os parâmetros que Jesus usou para avaliar a trajetória de João, quando disse: “De todos os homens que já nasceram, João Batista é o maior.”1

Jesus ensinou que o caminho para a grandeza é alcançado pelo serviço aos outros: “Todo aquele que, entre vós, quiser tornar-se grande, seja vosso servo.”2 Foi o que Ele fez. Ao deixar Seu Pai, no Céu, abriu mão de tudo para se tornar um humano, um servo e viver como integrante da humanidade.

Podemos nos esforçar para nos tornarmos mais semelhantes a Cristo3 seguindo Seu exemplo, lendo Sua Palavra e passando tempo com Ele. É disso que trata esta edição da Contato.

1. Mateus 11:11 NTLH
2. Mateus 20:26
3. Ver Romanos 8:29

Mário Sant’Ana

Mário Sant’Ana

Mário Sant’Ana é editor da revista Contato desde sua primeira edição, em 2001. Mário é fundador e diretor do Projeto Resgate, uma organização sem fins lucrativos em Joinville, SC.

Copyright 2021 © Activated. All rights reserved.